Vale a pena contratar alguém para fazer a gestão das redes sociais do meu negócio?

Você quer contratar a pessoa perfeita para administrar o gerenciamento da sua comunidade de mídia social? Quer saber os critérios que você deve considerar para contratar um especialista em mídia social? E se realmente vale a pena contra uma pessoa para fazer a gestão das redes sociais?

Se escolher contratar um novo funcionário, provavelmente existem três grandes avanços que você está considerando na divulgação da sua empresa nas redes sociais, para justificar essa contratação:

  • Publicidade em mídia social
  • Marketing de mídia social
  • Engajamento na mídia social

Para fazer tudo isso acontecer, você vai precisar da pessoa certa. Se você conseguir destacar sua empresa corretamente nas redes sociais, esse investimento terá valido muito a pena. É claro que conseguir o candidato certo para administrar sua mídia social pode não ser muito fácil.

Gestão da comunidade de mídia social

Vamos dar uma olhada nas questões em torno da decisão de contratar alguém para administrar suas redes sociais. Vamos colocar os pontos na ordem em que você precisará resolvê-los:

  • Como saber quando você realmente precisa de um especialista em mídia social
  • Decidir se você precisa de alguém em tempo integral ou parcial, como funcionário, consultor ou agência
  • Definir que tipo de retorno você precisa ver para tornar esta contratação um sucesso
  • Planejar qual será a descrição do trabalho de sua contratação de mídia social
  • Avaliar o seu orçamento e o que esperar gastar nas redes sociais
  • Encontrar boas fontes de candidatos
  • Definir quais critérios usar para classificar a elegibilidade dos candidatos
  • Como entrevistar e examinar os candidatos mais prováveis
  • Como finalizar os termos do trabalho e trazer a nova contratação para a empresa
  • Como rastrear e avaliar seu desempenho

Vamos começar.

Como saber quando você realmente precisa de ajuda na mídia social

Há uma lista quase infinita de tarefas potenciais para os profissionais de marketing de mídia social. Mesmo se você estiver indo bem nas três grandes plataformas de mídia social (Twitter, Facebook, LinkedIn), é sempre tentador expandir para plataformas sociais menores.

Por causa de todo o trabalho potencial, na verdade não é a quantidade de trabalho que poderia ser feito que justifica a contratação de alguém. Mesmo uma microempresa com pouco crescimento poderia justificar a contratação de ajuda na mídia social se o único critério fosse “temos uma tonelada de trabalho a fazer”.

A hora de contratar para mídias sociais é quando você está perdendo negócios em potencial. Contrate quando você sabe que está deixando de faturar mais para tomar conta das suas redes sociais.

Seja claro sobre o que você espera da mídia social

Há algo que você precisa esclarecer antes de contratar alguém para fazer qualquer trabalho nas redes sociais. Você tem que definir como sua empresa vê as mídias sociais.

Você está abordando isso como um profissional de marketing direto, que deseja rastrear tudo e saber seu ROI para cada plataforma? Ou você está se aproximando mais como um profissional de marketing de marca, que simplesmente deseja uma presença em contas de mídia social específicas?

Se você estiver disposto a adotar uma abordagem de marketing de marca, sua empresa pode apoiar financeiramente a realização de mídia social apenas como um exercício de construção de marca? E se você ficaria feliz simplesmente com uma presença maior nas mídias sociais, seu departamento financeiro ficaria feliz com isso? Se o setor financeiro não estiver satisfeito com isso, quais seriam as consequências?

Definir metas para sua nova contratação

Ajuda ter três níveis de metas para iniciativas de marketing.

  • Os resultados mínimos necessários para manter o projeto em andamento (digamos, 1.000 novos likes no Facebook por mês).
  • O suficiente : resultados que são bons o suficiente para, pelo menos, considerar a expansão do programa e mantê-lo com segurança fora do bloco de corte de gastos.
  • Sucesso: resultados muito positivos que justificam a expansão do programa em 20% ou mais.

A mídia social é uma ciência inexata. Você pode começar com o foco em uma coisa e ter esse objetivo inicial falhando, apenas para descobrir que alguma outra parte do seu trabalho está realmente criando ótimos resultados. Por exemplo, depois de finalmente configurar o rastreamento, você pode descobrir que seu trabalho no Facebook é um fracasso, mas o LinkedIn está, na verdade, gerando um ROI muito positivo.

Quanto custa uma pessoa em tempo integral nas redes sociais?

A ajuda da mídia social é cara e não é algo que você queira economizar. Nas grandes empresas, um profissional ganha entre R$ 5.000 a R$ 12.000.

Estes os cargos mais comuns que trabalham diretamente com mídia social:

  • Gerente de produto de mídia social
  • Gerente de conta de mídia social / gerente de canal
  • Planejador de mídia social
  • Coordenador de mídia social
  • Diretor de Redes Sociais
  • Gerente de comunidade de mídia social

Dois exemplos de quando é hora de contratar para mídias sociais

Exemplo 1: você construiu uma sequência decente no Twitter, Facebook, e Instagram. Você está rastreando os resultados. Seu trabalho de mídia social está gerando um pequeno, mas constante fluxo de vendas. Você tem certeza de que pode aumentar esse gotejamento, mas você não pode fazer isso pessoalmente ou sua equipe de mídia social existente já está esgotada.

Exemplo 2: você já tem um estagiário em meio período e uma pessoa nas redes sociais que trabalha em período integral. Eles construíram uma presença decente nos grandes sites sociais, com pegadas nos sites sociais menores. Os resultados são um pouco imprecisos, mas você está abordando isso mais como um exercício de branding, então está tudo bem com os resultados difusos.

Onde você realmente está pecando é na automação de mídia social e rastreamento dos resultados. Você também sente que todo o programa de mídia social precisa de uma auditoria completa. Você não tem nem as habilidades nem o tempo para fazer essa auditoria. Nem sua equipe existente.

Defina o sucesso e as expectativas

Suponha que você tenha demanda suficiente com a mídia social para justificar uma nova contratação. O próximo passo é definir como seria o sucesso dessa nova contratação.

Quer você esteja contratando um estagiário de 20 horas por semana, um gerente de mídia social em tempo integral ou uma agência de publicidade, você precisa definir como será definido o sucesso.

Que tipo de resultados de negócios você precisa ver para justificar aquele estagiário de 20 horas por semana? Mesmo que o estagiário custe pouco, ainda há um custo para a sua empresa. O estagiário precisa de supervisão e computador. Esses são outros custos.

Mesmo que você veja a mídia social como marketing de marca e não como marketing direto, ainda deve haver alguns resultados definidos. Caso contrário, daqui a três meses você pode estar sentado à mesa com este consultor ou novo contratado, olhando um relatório com alguns resultados muito decepcionantes e percebendo que gastou por nada (ou pela coisa errada).

O custo de um consultor de mídia social em meio período ou uma agência de publicidade

Se você decidir contratar alguém apenas em meio período, quanto custará? Isso varia muito, de R$ 30 a R$ 100 por hora. Se você seguir o caminho da agência, as coisas podem ficar ainda mais caras.

É comum as agências cobrarem de R$ 1.000 a R$ 2.500 por mês para gerenciar apenas uma conta no Twitter. Isso também não inclui a configuração – seria ainda mais caro. Para que uma agência de RP gerencie sua página no Facebook, espere gastar R$ 2.500 a R$ 5.000 por mês. Algumas agências cobram até R$ 9.000 por mês.

Se você deseja uma estratégia abrangente de mídia social planejada e executada, pagará de R$ 3.000 a R$ 20.000 por mês por apenas dois canais (como Facebook e Twitter).

Com preços assim, talvez seja melhor contratar alguém para ajudá-lo em tempo integral.

Por outro lado, a agência deve ser capaz de fornecer habilidades e resultados sólidos, mais do que uma única pessoa pode trazer para sua empresa. Se você tem uma lista de tarefas altamente diversas, cada uma exigindo um alto nível de competência, seria melhor trabalhar com uma agência, pelo menos para definir as coisas.

Onde encontrar especialistas em mídia social

Agora que você tem uma descrição de cargo e um salário alocado, por onde começar a procurar sua nova contratação? Coloque uma lista de empregos em todos os lugares habituais, como LinkedIn, Glassdoor e outros painéis de empregos.

Como selecionar candidatos para mídias sociais

À medida que as respostas à sua lista de empregos começarem a aparecer, você perceberá que precisa saber se essas pessoas que dizem conhecer a mídia social … realmente conhecem a mídia social.

Eles devem oferecer links para exemplos que demonstrem suas proezas sociais. (Se não o fizerem, jogue fora esse currículo agora.) O primeiro lugar a verificar seria encontrar suas contas de mídia social. Observe a contagem de seguidores, além do que eles estão compartilhando e gostando.

Se as pessoas interagiram com seus compartilhamentos ou fizeram perguntas, elas responderam? Você pode dizer se eles estão usando alguma das principais ferramentas de mídia social, como Buffer, Hootsuite, Oktopost ou SproutSocial? Se eles incluíram clientes anteriores de mídia social ou empregos em sua inscrição, como essas contas de mídia social se parecem?

Esteja atento à discriminação de empregos ao examinar sua contratação online – Existem regras estaduais e federais sobre o uso de mídias sociais para discriminar candidatos a empregos. Isso se aplica a raça e religião, mas também se aplica à idade do candidato. O fato de alguém ter mais de 50 anos não significa que não possa ser um astro do rock no marketing social. A ação mais conservadora é verificar apenas os links que eles fornecem.

Como usar números de pontuação social para avaliar uma contratação exclusiva para mídia social

Depois de verificar as contas de mídia social de alguém e contratar um profissional, é hora de verificar seus números. Faça uma varredura rápida para ter certeza de que ele não comprou seguidores ou curtidas.

Para curtidas no Facebook, não há uma ferramenta a ser usada para exterminar os farsantes, é preciso perder alguns minutos vendo as listas.

Toda essa avaliação da estatura das mídias sociais de alguém levanta outra questão: você espera que seu novo contratado use sua influência pessoal e contas pessoais nas mídias sociais para promover sua marca? Discutir esse ponto é muito importante.

Agora é sua vez

Essas informações são suficientes para ajudá-lo a encontrar uma solução para elevar sua presença nas redes sociais para um próximo nível. Esperançosamente, daqui a cerca de um ano, quando você se sentar para fazer a revisão anual, não terá nada para discutir a não ser o sucesso.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp