12 dicas para você fazer uma melhor gestão financeira do seu negócio

Controlar suas finanças é um elemento fundamental para garantir a sustentabilidade e o desenvolvimento do seu negócio. Como tornar a gestão financeira da empresa mais eficiente para melhor avaliar as necessidades e desenvolver sua organização? Aqui estão algumas recomendações.

A gestão financeira é um conceito central na estratégia da empresa. Ter controle sobre seus fluxos financeiros permite que você se proteja de dificuldades que podem enfraquecer a estrutura.

A falta de dinheiro é, portanto, um dos principais perigos que os gestores de médias e pequenas empresas enfrentam. A gestão financeira permite-lhe ter uma visão da saúde do seu negócio em um momento específico. E, portanto, montar uma estratégia adequada para preservar seus recursos.

Dica nº 1: Configure um painel

Segundo o especialista, é fundamental o acompanhamento regular de seus fluxos. Isso requer a criação de um painel com indicadores como o nível de contas a receber, fornecedores pendentes ou estoques. É uma ferramenta que vai permitir indicar a tendência do resultado, mas também o nível de caixa em um determinado momento.

O objetivo: Antecipar quaisquer tensões que possam prejudicar o fluxo de caixa e ” estabelecer uma previsão de um ano, se necessário “. É uma ferramenta única à medida que vai depender da natureza e da atividade da empresa. Os indicadores não são iguais entre uma empresa comercial e uma empresa industrial.

Dica nº 2: Não hesite em entrar em contato com seus clientes

A boa gestão do caixa depende essencialmente do controle dos saldos dos clientes, nomeadamente de todos os créditos concedidos. O objetivo é reduzi-los ao máximo. Para conseguir isso, é necessário ter um olhar constante sobre seu nível para reagir e não permitir que um atraso se alargue. Mesmo que isso signifique entrar em contato diretamente com um cliente.

Ao contrário de dez anos atrás, falar com clientes para executarem uma fatura não é infame. Não fazer isso seria uma negligência grave. Da mesma forma, é importante pagar suas dívidas e faturas de fornecedores em dia para ver seu fluxo de caixa mais do idealizado.

Dica nº 3: Use seu capital de giro com sabedoria

É preciso cuidar do capital de giro. E não tentar reduzir. Segundo especialistas, é aconselhável preservar seu capital de giro para fazer frente a uma desaceleração, como a atual crise de saúde.

Concretamente, se uma empresa deseja investir, não deve hesitar em recorrer a empréstimos em vez de ao autofinanciamento, a fim de não onerar o seu capital de giro e prejudicar o seu fluxo de caixa.

Dica nº 4: Mantenha uma boa comunicação com seu banco

Como especialista, o banqueiro é um conselheiro sábio para melhorar a gestão de seus fluxos financeiros. Para um empresário, é fundamental ter uma relação saudável com o seu banqueiro.

Em caso de tensões de fluxo de caixa, é melhor contatá-lo nos primeiros sinais de alerta. Isso vai permitir que ele reaja a tempo e ao mesmo tempo dê credibilidade à empresa e ao seu gestor.

Ainda haverá tempo para encontrar soluções. Seu gerente de conta do banco é um parceiro e não um inimigo.

Dica nº 5: Fazer previsões super estimadas

A previsão permite que uma empresa se concentre em seus recursos. Permite visualizar se o seu fluxo de caixa aguenta o choque e ajuda a melhor tomar decisões importantes, saber quando investir…. Antes de fazer isso, você deve primeiro examinar o volume de negócios que gerou nos meses anteriores ou mesmo nos anos anteriores.

Você também deve analisar as vendas recentes, bem como aquelas que ainda não foram renovadas. O planejamento ainda é um exercício complexo e você precisará ter uma margem de segurança para garantir que não acabe inadimplente.

Dica nº 6: Monitore seus investimentos

Só porque seu fluxo de caixa está cheio este mês não significa que será o mesmo durante todo o ano. Monitore seus investimentos e seus impactos, permitindo discernir a tempo os problemas ou quedas que encontrará para encontrar soluções o mais rápido possível. Os investimentos só têm impacto com o tempo.

Dica nº 7: Use ferramentas de análise

Elas permitirão que você se concentre nas atividades, em particular na rentabilidade de cada uma. Desta forma, você pode calcular sua margem por atividade ou produto / serviço. Dados como vendas, liquidez, giro de estoque, ativos e lucro líquido permanecem primordiais. Eles permitem que você tome as decisões estratégicas corretas. Você ainda pode medir diferentes fatores como lucratividade, dívida, solvência e também eficiência.

Dica nº 8 : Compre software de computação em nuvem

A gestão financeira de uma empresa requer muitos dados. A menos que você tenha experiência em contabilidade, gerenciar essas informações pode rapidamente se tornar complexo. Esta tarefa é ainda mais difícil devido à quantidade de dados a processar diariamente: é fácil perder o dia inteiro. Felizmente, você pode evitar tudo isso investindo em software de contabilidade baseado em nuvem.

Um sistema baseado em nuvem garante acesso aos seus dados financeiros a qualquer hora, em qualquer lugar. Além disso, permite automatizar várias tarefas relacionadas com a gestão financeira do seu negócio, incluindo o acompanhamento de despesas e vendas. Graças a informações precisas e em tempo real, você entende melhor sua situação financeira e está em melhor posição para fazer as correções necessárias.

Dica nº 9. Controle o seu faturamento

Gerenciar faturas é um dos maiores desafios para os varejistas, especialmente aqueles no comércio B2B. Pagamentos atrasados ​​e contas em atraso podem afetar muito suas finanças. Usando um sistema baseado em nuvem, você pode controlar suas faturas não pagas. Além disso, respeitar os prazos de envio das suas faturas incentiva o seu pagamento dentro do prazo.

Para facilitar o pagamento das faturas, é altamente recomendável especificar as condições de pagamento desde o início (tendo o cuidado de sublinhar os prazos). Desta forma, você tem as ferramentas legais para recuperar o seu vencimento quando as contas estão vencidas.

Dica nº 10. Gerenciar estoques

Os itens armazenados em seu depósito e sua taxa de rotatividade têm um grande impacto em seus resultados financeiros. Portanto, um sistema de gerenciamento de estoque que rastreia automaticamente os níveis de estoque é uma obrigação para as empresas que entregam produtos físicos.

O uso de um sistema de gerenciamento de estoque baseado em nuvem permite que você visualize o estoque de cada item enquanto obtém dados em tempo real sobre as tendências de vendas. Com essas informações, você pode prever com eficácia a sazonalidade e controlar os níveis de estoque. Falta de estoque dos seus itens mais populares são coisa do passado, assim como dinheiro desnecessariamente amarrado ao armazenamento de estoque de baixo giro.

Dica n° 11. Identifique as despesas diárias

Você conhece os custos indiretos que afetam seus resultados financeiros? Se você não tem dinheiro para pagar custos fixos como salários de funcionários, aluguéis, serviços e seguro (para não mencionar custos ocultos como autorizações, licenças e impostos!), você corre o risco de entrar em dificuldades financeiras muito rapidamente.

Os sistemas de contabilidade e gerenciamento de pessoal baseados em nuvem ajudam a rastrear suas despesas recorrentes para obter uma imagem mais clara de sua distribuição de despesas. Isso permite que você fique dentro do orçamento.

Dica nº 12. Faça um plano

Usar os melhores recursos de gestão financeira é ineficiente sem formular um plano de ação de negócios. Seus dados financeiros devem enquadrar claramente os planos de expansão, iniciativas de marketing e grandes projetos. Ao visualizar essas informações em bases mensais, trimestrais e anuais, você pode avaliar a realidade em relação às metas financeiras da empresa.

As respostas e perguntas mais comuns sobre gestão financeira

Qual é o objetivo gestão financeira da empresa?

A gestão financeira permite que você planeje e controle o uso de caixa e capital em um negócio. Para garantir a gestão financeira do seu negócio, é melhor entrar em contato com um revisor oficial de contas. Ele poderá aconselhá-lo sobre soluções de crédito e financiamento e alertá-lo se sua solvência estiver ameaçada.

Como administrar as finanças de uma empresa?

Contas a receber, fornecedores pendentes, estoques … para gerenciar seu negócio, é essencial monitorar regularmente seus fluxos financeiros de entrada e saída. A configuração de um painel permitirá que você acompanhe diretamente o estado do seu fluxo de caixa. Uma ferramenta que permitirá evitar a inadimplência, mas também monitorar a necessidade de capital de giro necessário para sua orientação estratégica.

Quais são os objetivos da gestão financeira?

Uma boa gestão financeira ajuda a garantir a situação econômica de uma empresa. Permite identificar as ameaças que pesam sobre a empresa e, assim, antecipar situações difíceis. Ao analisar dados como vendas, fluxo de caixa, giro de estoque, ativos e resultados financeiros, você pode desenvolver sua estratégia de negócios para garantir a sustentabilidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp